metro3

00:00
Memórias do cárcere
Exposição ‘Resistir é Preciso’ destaca combate à ditadura

Evento é organizado pelo Instituto Vladimir Herzog e documenta luta do período

Publicado: 5 de agosto de 2013 às 15:16 - Atualizado às 23:14

vladimir

O Instituto Vladimir Herzog apresenta nesta terça-feira (6), em Brasília, a exposição “Resistir é Preciso”, que documenta a luta da imprensa, artistas, intelectuais e estudantes contra a ditadura militar (1964-1985). “[Trata-se da] trajetória da imprensa brasileira que combateu e resistiu à ditadura militar, na clandestinidade, no exílio e, como alternativa, nas bancas”, explica o texto do site oficial do evento.

A mostra será organizada em ordem cronológica no Centro Cultural Banco do Brasil. Publicações da época, capas de jornais oficiais e clandestinos, cartazes e manifestos estarão expostos em dois andares junto com a coleção do jornalista Alípio Freire, ex-preso político. Ele reuniu obras de artistas como Sérgio Freire, Flávio Império, Sérgio Ferro e Takaoka – todas criadas durante o período de cárcere, no presídio Tiradentes, em São Paulo.

As ilustrações de Rubem Grilo, que produziu material para publicações como Movimento, Opinião e Pasquim na década de 1970 também fazem parte da mostra. A exibição é organizada em parceria com o Ministério da Cultura e com o Banco do Brasil e ficará aberta para visitação até o dia 22 de setembro. Após essa data a mostra passará por São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

Notícias relacionadas
Copa do Mundo 2014
Dilma garante que “não há hipótese” de violência no evento
Nova York
Consulado do Brasil demite funcionário que, sem banheiro, urinou em um copo
Recomendação econômica
FMI quer que Brasil eleve meta de superávit para 3%
Violência
Brasil é o país ‘mais perigoso’ para jornalistas nas américas