Publicidade
08 de Dezembro de 2017
Sujou na limpeza
O Ministério Público de Contas do DF quer anular o contrato de limpeza pública, emergencial, da empresa Sustentare. A proposta derrotada na licitação, da Cavo, faria o governo economizar R$ 2 milhões por mês.
busca
colunas anteriores

 
Busca
Redes sociais
@diariodopoder
© 1998 - 2017 - Todos os direitos reservados