Publicidade
08 de Dezembro de 2017
Idolatria comprada
O ex-ministro Antonio Palocci contou ao Ministério Público Federal, segundo Veja, que o ex-ditador Líbio Muamar Kadafi deu US$1 milhão a Lula, na campanha de 2002. Agora dá para entender por que Lula se referia ao facínora como “meu líder, meu irmão, meu ídolo”.
busca
colunas anteriores

 
Busca
Redes sociais
@diariodopoder
© 1998 - 2017 - Todos os direitos reservados