14 de Novembro de 2017
Fogo amigo
Amigos do novo diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, afirmam que os dossiês tentando “queimar” sua indicação foram coisa de quem queria o cargo ou por pessoas que queriam continuar por lá.
Publicidade
busca
colunas anteriores

 
Busca
Redes sociais
@diariodopoder
© 1998 - 2017 - Todos os direitos reservados